A Dançarina

É lindo a ver dançar.

Hoje ela se apresentará em um palco especial. Uma arvore, mas não pintada com os vulgares verde e marrom de todas as outras. Não, esta é tingida apenas pelo mais sóbrio cinza. E decorada apenas com o mais belo escarlate.

Sua platéia a espera impaciente, suas vozes sussurradas recobrindo o palco como um manto de nevoas.

Ela então chega, tão perfeita em seu longo vestido do mais puro e alvo branco que parece flutuar em vez de andar. Em seu rosto escorrem gotas de negro, formando dois pequenos rios que atravessam sua bela face.

Em suas mãos está uma simples e vulgar corda de fibras plásticas azuladas. Chega a ser triste ver uma diva ter de se preocupar com algo tão mundano, mas todos os sacrifícios são validos pela arte.

Ao vê-la a platéia explode em aplausos que ressoam como o uivo do vento, enquanto ela, com a graça e precisão que só os artistas possuem, amarra a corda em um dos galhos e sobre na arvore.

E então há o silencio.

A platéia a observa cheia de expectativa, enquanto ela, altiva como uma estatua grega, coloca o laço em volta do pescoço e com um gesto suave retira a maquiagem borrada do rosto.

E então ela se joga.

A platéia se deleita, extasiada enquanto ela dança ao vento, com seus pés se movendo freneticamente em meio ao vazio do ar.

Perfeito, diz uma voz de memórias esquecidas.

Sublime, diz outra como um sussurro na escuridão.

Ao final ela está no meio da platéia, com um olhar confuso e assustado, como se não soubesse que todos estavam ali apenas para vê-la em sua performance, sua obra prima.

A humildade é realmente algo tocante.

Eles se aproximam. Precisam tocá-la, cumprimentá-la. Precisam fazer com que ela saiba o quanto a amam.

Há gritos, lagrimas, mas eles não se incomodam. É sempre assim.

E depois de um tempo, não há mais. Há apenas alegria, comoção. A dançarina agradece a todos por a terem prestigiado, por terem sido um publico tão caloroso.

Ela então se senta em seu lugar na platéia, onde espera ansiosamente o próximo artista.

E será lindo.

Anúncios