O Falcão e a Lua

A muito, muito tempo atrás, quando a terra já era velha mas os reinos dos homens ainda eram apenas uma promessa, vivia um falcão com uma sina singular: Ele havia se apaixonado pela Lua. Ela havia sido que ele viu quando filhote e desde então todas as noites se perdia observando sua amada dançar pelos céus. Quando finalmente cresceu para abandonar o ninho e ganhar os céus ele tentou alcançá-la, todas as noites por anos e anos a fio, mas nunca a conseguia alcançar. O falcão então partiu em busca de ajuda, alguém que pudesse lhe indicar o caminho para chegar até a Lua, e para tal ele viajou longas distancias carregado pelo vento, até finalmente encontrar, em uma grande montanha acima das nuvens, um velho e sábio lobo, venerado pelos seus como o mais sábio filho da lua. Ao chegar na montanha o falcão vê o velho lobo, aparentemente frágil com seu pelo outrora prateado mas agora cinzento mas ainda dono de um espantoso brilho no olhar, descansando deitado sob uma grande arvore seca, enquanto a Lua cheia pairava sobre o mundo, iluminando aquela noite.

– Seja bem vindo, jovem pássaro, eu o estava esperando. – Fala o lobo, levantando a cabeça e saudando o recém chegado – O vento me contou sobre você. Ele conta tudo para aqueles que estão dispostos a ouvir.

– Então você já deve saber por que eu vim. – Fala o falcão enquanto se empoleirava na arvore seca – Me diga, sábio, qual o caminho para que eu chegue até a minha amada?

– Não existe tal caminho. – Responde o lobo com uma voz embargada e cheia de tristeza – Ela é caprichosa. Mesmo meu povo, que a conhece como ninguém e que desde a primeira matilha a ama como a mais nada, pode esperar mais do que viver e torcer que algum dia ela ouça nosso chamado.

– Não! – Retruca o falcão exaltado – Isso pode ser verdade para vocês que vivem presos ao chão, mas não há nada que nós filhos do céu não possamos alcançar! Hoje eu irei alcançá-la, você verá!

– E o que há de diferente hoje das outras vezes? – Pergunta o lobo.

– Convicção. – Responde o falcão enquanto alça vôo.

O velho lobo apenas balança a cabeça tristemente enquanto vê o falcão subir, subir, subir… Até que o próprio vento não mais o acompanha e não existe mais encima ou embaixo, apenas o céu. Confuso com as finas correntes que mal sustentam suas asas, o falcão perde sua amada de vista e então desesperadamente começa a procurá-la no céu infinito a sua volta. Por um momento ele se desespera, achando que a havia perdido em algum ponto do caminho, mas então ele vê seu brilho ao longe e sem hesitar parte a toda velocidade em sua direção. Ele mal pode acreditar o que vê, a cada segundo ele está mais próxima, até que quando ela finalmente estava ao alcance de suas garras ele percebe o frio toque da água, e vê que o que perseguia era apenas um reflexo em um lago. Mas já era tarde. Em seus últimos momentos, antes de ser levado pela impiedosa correnteza, o falcão ainda ouve os melancólicos uivos dos lobos, enquanto sua amada Lua dançava caprichosamente acima do céu, como se o mundo não existisse.

Anúncios

3 Responses to O Falcão e a Lua

  1. Sarah Mendes says:

    “- E o que há de diferente hoje das outras vezes? – Pergunta o lobo.

    – Convicção. – Responde o falcão enquanto alça vôo.”

    que fooda! ;x
    :*!

  2. nelsonnetto says:

    “- E o que há de diferente hoje das outras vezes? – Pergunta o lobo.

    – Convicção. – Responde o falcão enquanto alça vôo.

    O velho lobo apenas balança a cabeça tristemente enquanto vê o falcão subir, subir, subir… ”

    essa historinha de convicção…

    dizem que inteligência é aprender com os nossos erros e sabedoria com os erros dos outros.

    discordo.

    claro que o falcão pagou caro pelo aprendizado…

    foda man!
    força e honra!

  3. pideto says:

    e isso nos ensina o que, crianças?
    não devemos ser completamente irracionais quanto a nossos sonhos e aspirações. ou tomaremos no cu morrendo afogado com um bando de lobos uivando

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: